Postado em 24 de junho de 2021

NÃO ao assédio moral e sexual!


O assédio moral é um comportamento abusivo dentro das relações de trabalho em que o empregado é submetido a situações humilhantes, constrangedoras e ameaçadoras. Vejamos alguns exemplos: Atribuir, de propósito e com frequência, tarefas inferiores ou distintas das suas atribuições; agredir verbalmente, dirigir gestos de desprezo e alterar o tom de voz e desconsiderar problemas de saúde ou recomendações médicas na distribuição de tarefas. Através dessas e outras situações – se não for combatido -, o assédio se naturaliza e torna-se uma estratégia das empresas no cumprimento das metas abusivas.

Por outro lado, o assédio sexual também é um ato de constranger, porém, com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual: Promessas de tratamento diferenciado com insinuações explícitas ou veladas; contato físico não desejado e convites impertinentes e chantagem para permanência no emprego através de conversas indesejáveis sobre sexo.

As principais armas contra o assédio moral e sexual são a UNIÃO e a DENÚNCIA.

Se você é vítima, procure ajuda do Sindicato e DENUNCIE!

Se é testemunha, seja solidário.

NÃO ACEITE, NÃO CALE!