Postado em 22 de maio de 2019

Contraf-CUT e Sindicatos cobram a reposição do quadro de empregados da Caixa


A Caixa anunciou dia 17/5, um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV), que prevê o desligamento de 3,5 mil de empregados. A redução dos postos de trabalho atingirá, especialmente , 28 mil empregados que atuam na matriz e nos escritórios regionais da Caixa. A Fenae, Contraf-CUT e o SindiBancários chamam atenção para a necessidade de reforçar o quadro de funcionários. Desde 2014, a Caixa já perdeu 17 mil empregados.

 

Atualmente, tem 84 mil empregados, conta com 4 mil agências espalhadas em todo país e atende todos os municípios brasileiros. Em 2014, a empresa tinha 101.484 bancários, de forma que 16 mil funcionários se desligaram em pouco mais de quatro anos.

 

Por meio da assessoria de imprensa, o a Caixa voltou a mencionar que convocará os aprovados no concurso realizado em 2014, mas a quantidade não foi informada. Nas mesas de negociação com a direção do banco, a cobrança pela contratação de mais bancários é permanente, mas a direção da empresa se nega a assumir um compromisso quanto a isso.

 

Reduzir quadro dessa forma prejudica a imagem da Caixa. Menos trabalhadores precariza as condições de trabalho e o atendimento aos clientes.

 

O Sindicato disponibiliza plantões jurídicos para esclarecer e tirar dúvidas dos empregados que tiverem interesse em aderir ao PDV.

 

Fonte: Contraf/CUT e Sindibancarios