Postado em 5 de março de 2021

Banco do Brasil público é fundamental para o país e para o futuro da Previ


“Banco do Brasil, fundamental para os brasileiros e para o desenvolvimento do país.” Assim começa o vídeo da Contraf-CUT em defesa do BB público, divulgado dentro da campanha “Não deixem vender o Brasil” lançada pelas centrais sindicais e movimentos sociais e sindicais em defesa das empresas públicas ameaçadas de privatização.

Na última quinta-feira (4 de março), foi realizada em todo o país o Dia de Mobilização Nacional em defesa das empresas públicas, com participação de bancários, petroleiros e trabalhadores de outras estatais.

Os diretores e conselheiros eleitos da Previ apoiam a campanha, como já disseram nas várias lives com os associados. E reafirmam que, como funcionários e como cidadãos, defendem o Banco do Brasil como banco público, que tem função estratégica importantíssima na sociedade brasileira e no desenvolvimento do país.

Por isso, também apoiam o movimento contrário à reestruturação que o governo está impondo ao BB, com fechamento de agências e demissões 5 mil funcionários, visando claramente o enfraquecimento do banco para facilitar a privatização.

Os dirigentes eleitos acreditam que eventual privatização do BB acarretaria perda muito grande para os associados da Previ. Porque traria o risco de mudanças significativas na governança, alterações de estatuto e de regulamento dos planos de maneira impositiva, até mesmo a retirada de patrocínio. Confira aqui declaração do diretor eleito de Seguridade, Wagner Nascimento, na live de 25 de fevereiro.

Por isso, defender o Banco do Brasil é defender a Previ.

Assista ao vídeo da campanha em defesa do BB público.